Imprimir

PME Crescimento 2014

Escrito por CPPME. Publicado em Tomadas de Posição

 

 prevê linha de apoio à tesouraria das empresas!

A CPPME – Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas tem reivindicado, com convicção e firmeza, que seria necessário uma linha de crédito de apoio à tesouraria e fundo de maneio das empresas, dado que, as mesmas se encontram descapitalizadas e a necessitarem de algum oxigénio que permita dar resposta aos seus compromissos e voltarem a investir.

Recentemente, o Ministério da Economia (ME) veio anunciar “2 mil milhões de euros para apoiar o crescimento das PME, ao longo da próxima década”, como se pode ler no portal do Ministério da Economia. Sendo que “500 milhões são uma linha geral para as necessidades de tesouraria e fundo de maneio das micro e pequenas empresas”.

O ME afirma que esta linha de crédito está disponível a partir de 3 de Março de 2014 e informa, ainda, que a contratualização com os bancos está fechada e as regras de acesso, elegíveis, estão definidas.

Em todos os encontros institucionais que a CPPME tem vindo a efectuar com o Governo esta tem sido uma matéria prioritária, que esteve sempre em cima da mesa.

Portanto, a CPPME só pode considerar esta medida positiva e oportuna, desejando que a sua aplicação seja justa e eficaz.

Contudo, a CPPME alerta para o facto de, sendo esta medida positiva, não ser suficiente para responder à grave crise que se instalou no universo das micro e pequenas empresas.

A CPPME considera que enquanto não for reduzida a brutal carga fiscal, enquanto o poder de compra dos portugueses não for restabelecido, o mercado interno, para o qual trabalham mais de 94% das empresas, não será restaurado e a sustentabilidade das micro, pequenas e médias empresas não está garantida.

Seixal, 12 de Março de 2014

A Direcção da CPPME